Vitamina E contra o mal de Alzheimer

Uma pesquisa com 613 pacientes com Alzheimer – ainda inicial ou moderada – construiu quatro grupos:

1) como sempre, o grupo controle, o placebo;

2) tomou uma dose de 2 mil IU de vitamina E;

3) tomou  20 mg/d de memantina;

4) tomou os dois.

Foi feito um acompanhamento de 2,3 anos. Ao fim desse período se constatou que o grupo tomando vitamina E teve uma redução no velocidade do declínio das funções de 19%. Além disso, o tempo diário de necessidade de um acompanhante também foi reduzido, em duas horas. Uma redução de duas horas diárias significa que a perda de funções é mais lenta e tem muitas implicações, inclusive financeira.

Espero que os leitores que se interessarem em percorrer esse caminho o façam com supervisão médica; espero também que saibam que não se altera medicamento receitado – nem troca, nem a dose – sem conselho médico competente.

GLÁUCIO SOARES IESP-UERJ

Saiba mais:  http://media.jamanetwork.com/news-item/use-of-vitamin-e-by-patients-with-mild-to-moderate-alzheimer-disease-slows-functional-decline/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s