Redução nas doenças do coração!

A prevenção e as campanhas de informação e de conscientização funcionam. Algumas requerem muito tempo para surtir efeito; outras não. Há muitos que não acreditam que elas possam melhorar a saúde coletiva e que doenças e problemas de saúde só se resolvem curativamente, com médico, remédio ou equivalente.

As medidas para mudar o estilo de vida dos americanos reduziram os problemas cardíacos. Entre 2002 e 2007 a taxa de hospitalização por ataques do coração baixou 23%. Em números absolutos, foram 80 mil ataques cardíacos a menos em apenas um ano, 2007 em comparação com 2002.

A queda foi observada em todas as faixas etárias, nos dois sexos. Os ataques diminuíram até nos velhos/velhos, de mais de 85 anos.

Infelizmente, a baixa dos ataques do coração foram menores entre os negros, 18%. É uma diferença que tem sido observada em muitas campanhas, inclusive no trânsito. Nos Estados Unidos, as campanhas de redução do consumo de cigarros tiveram respostas menos entusiásticas e, no Distrito Federal, as campanhas de melhoria do trânsito tiveram menor impacto nas áreas mais pobres. Há duas interpretações, que não são mutuamente exclusivas:

  • As campanhas não chegam a uma percentagem maior das populações desprivilegiadas e
  • Mesmo as que chegam encontram rejeição mais alta.

A que devemos esses avanços? Estilo de vida, maior uso de medicamentos preventivos (para baixar o colesterol e a pressão), mais exercícios, vidas mais ativas. Porém, mais importantes foram a redução do consumo do fumo e de comidas com gorduras saturadas.

Os estudiosos da saúde pública nos Estados Unidos afirmam que ainda falta muito. As doenças cardiovasculares continuam a principal causa de morte naquele país.

No Brasil, fizemos muito menos e estamos colhendo muito menos. Olhando do lado positivo, campanhas bem sucedidas têm um caminho aberto e podem salvar muitas, muitas vidas.

 

GLÁUCIO SOARES

IESP/UERJ

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s