Mais quatro meses sem dores

  • O câncer da próstata, quando chega a estágios avançados, atinge os ossos, produzindo metástases ósseas que são muito dolorosas. Muitos dos pacientes que chegam lá terminam morrendo das complicações no esqueleto;
  • O tratamento tradicional para impedir esse avanço é o Zometa;
  • Amgen é uma empresa farmacêutica que quer ganhar dinheiro, como todas as empresas;
  • Xgeva é um tratamento que a Amgen desenvolveu e testou para retardar os danos ao esqueleto do paciente. Não cura o câncer, protela a metástase;
  • O ingrediente ativo da Xgeva se chama denosumab.

Esse tratamento se aplica, também, a outros cânceres sólidos. Denosumab já é vendido para determinados cânceres sob o nome de Prolia e para tratar a osteoporose.

As agencias reguladoras de diferentes países examinam os remédios e medicamentos e dão – ou não – sua aprovação. A que faz esse serviço nos Estados Unidos se chama FDA. Parece que a FDA vai aprovar a Xgeva porque testes clínicos mostraram que ela é mais eficiente do que o Zometa. Eficiente em quê? Em reduzir danos ósseos causados pelo câncer. Que danos? Muitos, inclusive fraturas e compressões na coluna, na espinha.

Amgen publicou resultados em dezembro que demonstram que Xgeva protela a metástase para os ossos na mediana em 4,2 meses. Parece pouco, mas é bom lembrar que o câncer da próstata é uma doença quase exclusiva da Terceira Idade e que nessas faixas de idade a esperança de vida não é grande. No município de São Paulo, área com muitos recursos, em 2000 a esperança de vida aos 75 anos era de 9,3 anos, dos quais 6,7 podendo viver de maneira independente e 2,5 com incapacidade funcional.

  • O que é incapacidade funcional? Incapacidade funcional: dificuldade de realizar uma ou mais atividades de vida diária (de acordo com os autores estudo: vestir-se, comer, tomar banho, ir ao banheiro, deitar-se e levantar da cama e atravessar um cômodo da casa). Dependência: necessidade de auxílio para realizar pelo menos uma dessas atividades.

Assim, um ganho de 4,2 meses é um ganho modesto, mas não mínimo, particularmente se considerarmos que os funcionalmente incapazes (como muitos pacientes de câncer da próstata são nessa idade) têm uma esperança de vida (disfuncional) de trinta meses.

A Amgen está solicitando aprovação para a Xgeva em vários paises.

E nós, pacientes, o que temos a ver com isso? Quatro meses a mais sem os sintomas pesados da metástase óssea, particularmente dores. Quem está em estágios muito, muito avançados, sonha com um dia sem dor. Para esses, quatro meses seriam um presente dos céus.

 

GLÁUCIO SOARES

Fonte principal: resumo em Prostate News.

Cálculos próprios a partir de Camargos MCS, Perpétuo IHO, Machado CJ. Expectativa de vida com incapacidade funcional em idosos em São Paulo, Brasil. Rev Panam Salud Publica. 2005;17(5/6):379–86.

 

 

 

 

 

 

 


 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s